Passado de glória. E o presente?
out26

Passado de glória. E o presente?

Vocês se lembram do Bangu de Castor de Andrade? Fundado em 1904 – 10 anos mais velho do que o Santa Cruz – o clube carioca tinha destaque no futebol brasileiro nas décadas de 60 e 70. O estádio Moça Bonita foi palco de jogos antológicos e o Banguzão protagonizou cenas inesquecíveis dentro de campo quando o bicheiro mais famoso do Brasil mandava por lá. Tinha até Escola de Samba homenageando os alvirrubros. Mas, assim como a Portuguesa que teve seus dias de glória, o Bangu decaiu tanto que hoje é quase esquecido na quarta colocação do grupo A7 da Série D. Essa competição desumana que conta com 8 grupos, tem em seu plantel equipes como o Moto Club, América-RN, Central, ASA, Gama e Joinville brigando feito cachorro louco para sair do inferno. Parece quase natural que surja a seguinte questão: será que o Santinha, que já teve seus grandes dias de glória, está fadado a amargar o mesmo ostracismo futebolístico do Bangu? Evidente que há um quesito que nos distingue dos infortunados cariocas: a nossa enorme torcida. Mas sem jogar, como a torcida pode ajudar seu time com a renda? E para  ter um número razoável de sócios em dia é preciso, antes de tudo, uma boa administração do futebol e que os resultados venham. Só marketing – e isso se bem feito – não é suficiente para motivar ninguém a gastar uma grana extra sabendo que a zona está comendo solta. Digo isso porque no último dia 20, após o Santinha se lascar nos pênaltis contra o Floresta, o presida Joaquim Bezerra apareceu em uma entrevista ao vivo no programa Jogo Aberto Pernambuco. Foi uma das falas mais sem noção que ouvi na vida. O cara vai se afastar, não vai renunciar, pois há um CEO vindo que vai fazer o que ele está fazendo – e ele tem que se afastar para que o cara faça o que ele não fez – para depois ele voltar depois de 30 dias para fazer o que o CEO passou 30 dias aprendendo a fazer. Puta que pariu, que papo para boi dormir do caralho. Seria muito mais honesto se ele dissesse: “Fui vice de ALN, lutei como vice com Albertino e meu sonho sempre foi ser presidente do Santa. Usei o ProSanta para me eleger. Vocês não se lembram que antes da eleição eu nem era carta do baralho? Realizei meu sonho, mas reconheço que quem nasceu para vice não pode ser presida. Reconheço minha incompetência e que tudo foi uma armação arretada. Vou seguir o conselho de Gerrá do Blog do Santinha: venho a público pedir para...

Read More
Sextô
out22

Sextô

Texto enviado por DJ Magrones* Fala meus dinheiro encontrado na máquina de lavar, ceis tão joia? Já vou avisando que infelizmente num foi dessa vez que o Quintal Coral deu certo. Tô muito triste com isso! Era o início de um forte ponto acolhedor pra se falar mal de qualquer diretoria que esteja a frente… Porque é isso que nois gosta… por defeito… torcer é secundário. Pensando bem, eu nem queria mesmo, tá fazendo um som com vocês todos por lá enquanto nois se embriagava e xingava BrenoCalixto no instagram pra ele pegar ar e ficar proferindo palavras de baxocarlão nas rede social! Eu só queria mais uma vez avisar que disse pra fazer a lista da diretoria… Eu disse! Tem tanta gente saindo da diretoria do Santa que tá começando a parecer aquelas pegadinha do Silvio Santos que a pessoa chega pra uma entrevista sai todo mundo e ai do nada apaga a luz e aparece uma assombração. Onde tem mais afastamento: na diretoria do prosanta ou na equipe do paunuguedes? Mas, enfim, vamos falar de SantaCruz, vamos fala de mudança e profissionalismo…. Agora tem CEO …. o que caralhas significa CEO? Cargo Erroneamente Oferecido? O Pró-Santa tá recebendo uma bolada da Caixa com esses afastamento ai? Vai ver que se afastaram pra pegar o auxílio doença e dizer que geraram receita… Fala-se tanto em gerar receita que semana que vem Joaquim vai tá na AnaMariaBraga. Eu vou parar de falar desses merda, que depois Raul me dá bronca… Só vou reforçar que o sapo entrou e saiu do cu do Pipico e ao que parece segue lá dentro e passou uma argamassa na vorta escura que nem cagar o arrombado tá cagando… Felicitações ao Sapo que tem nova morada. Hoje eu num vou beber, pq se fosse pra beber o tanto que eu quero, o zé delivery ia entregar numa carreta. Marino e Abdias… começaram contratando um refugo do Goiás … vou nem perder tempo arrumando apelido… vai durar 50 dias só… Sem enrolação que hoje eu tou o puro creme da perturbação. Então bora com Roberto Ribeiro chateando a cremosa só pra arrumar assunto … Vou nem cagar regra na sexta, tá liberada a esbórnia da forma como preferirem e quem mandar um vídeo passando merda em Joaquim, eu faço o pix de 2 reais. CADÊ MINHA PITÚ???? Dica musical: https://www.youtube.com/watch?v=w-wmgHxCnqs *DonMagrones, dj aposentado, conhecedor de acessórios...

Read More
PQP na norma culta.
out20

PQP na norma culta.

Depois de 586 dias, a noite prometia ser de alegria, de reencontro da torcida coral com o Santinha. O clima era para lá de ambíguo: havia um entusiasmo que tropeçava na desconfiança de tanta má gerência. Cheguei cedo na Arena e encontrei meu amigo Lampi e sua filha, Anna Sophia (pense em uma torcedora instigada). Comprei uma porrada de ticekts de cerveja, tomei meu assento e me emocionei quando o Santa Cruz, o Mais Querido, entrou em campo. “Porra, eu pensei, que sensação fuderosa essa de estar novamente no estádio. Uma pena que não tenha sido no Arruda”. O jogo, no início, me surpreendeu. Lelê e Tarcísio pareciam cheirados de um pó das bandas do Rio de Janeiro. Pipico estava dando o sangue como eu não tinha visto na Série C. Qualquer um pensaria: “Porra, agora vai. Vamos ganhar”. Mas creio que a maldição do ProSanta é maior do que tudo. Pense em uma zaga de bosta. Inacreditável. Leston Jr realmente conseguiu armar o time e parecia que a energia da galera estava diferente. Havia esperança no ar. Não sei se a esperança é a primeira ou a última que morre, mas sei que ela tomou no rabo. Não há como culpar nosso treinador. Nossa zaga, esta sim, foi de uma incompetência absurda. Claro que perdemos uns dois a três gols feitos, mas os vacilos da nossa zaga foram de deixar cardíaco internado vendo o Insta do Recife Ordinário e espumando de raiva. Antes do jogo, acompanhava o Escrete de Ouro da Rádio Jornal e ouvia meu amigo Marcelo Araújo perguntando sobre Freud e a psicologia esportiva. Com O ProSanta, minhas amigas e meus amigos, não tem psicologia que dê certo. Não dá. O nível de amadorismo, incompetência e nulidade dessa galera bateu todos os recordes que qualquer gestão – e isso penso nas piores das piores – possa ter alcançado. Lampi postou no grupo de amigos do Nóbrega uma foto nossa na Arena. O grupo de malucos se chama 4.4 e ébrios do Nóbrega. 4.4 era como chamávamos os 4 amigos que sempre bebiam juntos na saudosa Via Veneto. Esse tempo bom parecia reverberar nessa noite. Alegria da porra. Acreditamos, sim. Mas nos fudemos. Além da maldição do ProSanta – algo como um filme de terror de Christopher Lee e Peter Cushing misturando Edgar Alan Poe com Lovecraft – ainda temos que aguentar a porra da maldição de Pipico. Sinceramente, já deu. Valeu, Pipico. Foi massa. Mas hasta la vista, baby. Perder a porra de um pênalti em um jogo desses é foda. No final do jogo, a Inferno Coral deu o caralho, invadiram o campo, os vestiários...

Read More
Ingresso é no Futebol Card.
out14

Ingresso é no Futebol Card.

Consegui comprar meu ingresso para o jogo de terça-feira contra o Floresta. Creio que foi um dos ingressos mais caros que comprei na vida: 75 paus para sócio. E uma mini odisseia se desenhou para essa conquista. Entrei no site do DNA Coral e não era possível comprar por lá. Nas redes sociais, havia uma confusão e desinformação de como efetuar a compra. O ProSanta não consegue nem se valer de uma comunicação razoável para explicar para a torcida como fazer uma coisa simples como comprar uma porra de um ingresso. É incrível. Tive que ir ao Arruda me informar. Uma funcionária, extremamente simpática, me informou: “Você deve ir ao site do Futebol Card. Faz o cadastro e efetua a compra”. Aí, sim.Comprei. Ainda bem que a pressão da torcida coral foi atendida e colocaram uns ingressos mais baratos a 40 reais. Claro que em uma crise dessas, e sabendo da realidade de nossas torcedoras e torcedores, não é tão barato assim. Estão cobrando ingresso de Série A para um jogo pré-Nordestão. Mas, mesmo assim, todos os ingressos desse setor foram vendidos. Pense em uma torcida arretada e muito louca. Passado o perrengue, era hora de se concentrar no time e tentar entender como será a escalação contra o Floresta. Com carências de pontas, um meio de campo desarrumado e um ataque que ainda depende de Pipico, Leston Jr está se virando para conseguir montar um time minimamente competitivo. Temos 3 jogadores brigando por uma posição: Ytalo Borba. Frank e Matheus Anderson. Se Matheus encarnar o Mr. Anderson, o Neo de Matrix, vai ser uma chuva de gols. Como a realidade não imita a ficção, é melhor ter dois pés atrás e pagar para ver. Marcos Martins deverá compor a lateral. O caba conquistou o acesso à Série B pelo Botafogo de São Paulo. Que essa estrela de ascensão possa brilhar na Arena caso ele entre em campo. Digo isso porque, sinceramente, não tenho a menor ideia de como será nossa escalação. Novos reforços foram anunciados como o zagueiro Maurício que jogou pelo Salgueiro. É tanta mudança com essa direção que não sabemos se acreditamos ou se os erros irão se multiplicar. O time voltou a treinar no CT Ninho das Cobras. Por falar em CT, a última inauguração não teve o presida presente, mas quem apareceu foi “vocês sabem quem” que deu as ordens por lá. Eita tempos difíceis. Entretanto, o clima interno parece que melhorou bastante. Quero acreditar nisso. O meio-campista Tarcísio disse que acredita que irão fazer um bom trabalho e aposta na classificação para a Copa do Nordeste. Lembrou-me a célebre frase de Chico Buarque...

Read More
Da lama ao caos.
out08

Da lama ao caos.

Em 1986 surgiu uma banda que causou furor na cena musical brasileira por usar latas na bateria, misturar maracatu e funk com rock e berrar as letras como se fosse um lamento negro. Não, não é a galera do Mangue Beat que surgiu em 1991. Trata-se de uma banda de Sorocada, a icônica Vzyadoq Moe. Muito possivelmente você nunca ouviu falar nessa banda. Mas é sabido que Chico Science era fã da banda paulista Fellini e vivia garimpando os sons de São Paulo. O Vzyadoq Moe antecipou tudo, é a verdadeira fonte. Cheguei a tocar com Chico na sua primeira banda, Lostau, no Oasis, bar ao lado do Hotel Quatro rodas. O baixista faltou e fui convidado para dar uma palhinha. Caso você ache que estou dizendo lorota sobre a importância da banda de Sorocaba, basta pesquisar no Youtube:  Vzyadoq Moe, Rompantes de fúria. Mas o que diabos isso tem a ver com o nosso amado Santinha? Bem, creio que a nação coral leu a notícia de que há um movimento de impeachment contra Joaquim Bezerra e que possivelmente ele deva ser afastado do cargo por 60 dias. O Conselho Deliberativo do Santa (seja lá o que danado isso queira dizer) vai colocar essa pauta em votação. Ou seja, a melhor definição do que está acontecendo agora no Santa Cruz só pode ser a célebre frase do Mangue Beat: da lama ao caos. Como o vice pulou fora do barco – depois de atos de violência – é o presidente do Conselho Deliberativo quem deve assumir o cargo e convocar uma eleição suplementar. Se o impeachment for aprovado, será aberta uma votação para os sócios. A lama já era uma realidade quando caímos da B para a C. Na verdade, quem esquece os salários atrasados na época de Grafite, Keno e João Paulo? Das cabeças, caímos feito uns doidos para a série B. Daí foi tanto erro de gestão – e o Blog do Santinha sempre esteve em cima dessas lambanças – que caímos para a C e aí permanecemos, amargando desgraça atrás de desgraça até chegarmos ao fundo do poço da série D. Joaquim Bezerra é culpado? Sim, e muito. Todo o ProSanta e sua incompetência também o são. Mas quem o apoiou, acreditando que entendia de política no clube, que acreditou que era a inovação em pessoa, também é culpado. É preciso fazer um Mea Culpa nessa porra. A culpa é das péssimas e destrambelhadas gestões passadas. É culpa dessa diretoria atual que – não canso de repetir isso – não entende nada de gestão de futebol e sempre esteve descolada da realidade. Mas o caso do...

Read More