Sobre Transparência e transparências

TEXTO DE INÁCIO FRANÇA

*Este texto foi escrito por Inácio França

Alguém aí sabe dizer quem começou a cobrar transparência no Santa Cruz? Quem tem menos de 30 não vai saber, daí vou dar uma pista: o pai de Mendoncinha nem tinha sido presidente ainda.

É preciso voltar ao final dos anos 90. Essa palavra começou a ser usada em um histórico e esquecido encontro no auditório do Sindicato dos Jornalistas puxado por Fernando Veloso, o atual vice Tonico Araújo e um monte de gente, incluindo este que vos fala. Para nossa surpresa, o auditório lotou. Lotou mesmo, sem exagero, ficou gente do lado de fora.

Certamente, numa época pré-redes sociais, foi a primeira vez que um monte de gente se encontrou e se viu pela primeira vez tentando interferir na vida do clube. Acho que o presidente na época era Edelson Barbosa, largado à frente do clube como aquele menino do filme atravessando o oceano com um tigre no bote e uma tuia de tubarões querendo almoçar os dois.

Conheci um bocado de tricolor nessa noite, Gerrá inclusive.

Cadoca apareceu. Quiseram lançar ele pra presidente, mas o bicho correu na hora, tá correndo até hoje. Quem topou foi Jonas, o empresário-pastor (sei que hoje é mais comum pastor-empresário, mas na época ainda não era), nome lançado como desdobramento daquela mobilização confusa, sem direção, sem amarração.

O importante era não deixar que os tubarões subissem no bote. O menino Edelson deu um pulo assim que chegou na praia, mas Jonas entrou antes que o tigrão saísse, aí ficou com ele fuçando suas oiças no meio do mar.

Depois de Jonas, um grupo menor de oposição, com vários empresários convenceu Mendonção a ser presidente. O sujeito era brabo, pai de vice-governador, podia arrumar dinheiro, patrocinador forte, essas ilusões que renovam a esperança de tudo quanto é tricolor há gerações. O problema é que Mendonção era político, queria agradar gregos, troianos, romanos, celtas, vikings, persas, chineses, americanos e o escambau. Seu bote ficou cheio de tubarões.

E os tubarões, como todos sabem não gostam de água transparente. Preferem atacar quando as coisas estão turvas. Meio mundo de gente se jogou na água, Mendonção também.

Foi aí que o Blog do Santinha surgiu trompeteando transparência, democracia, que o clube era da torcida e não de alguns, denunciando que a diretoria de então se comportava como uma milícia armada. A gente falava e acontecia. A seção de comentários do blog foi, com certeza absoluta, a segunda comunidade de rede social de santa-cruzenses, quando isso nem existia. A primeira foi o Fórum da Coralnet.

O tempo passou, muita coisa mudou. Mas o Santa Cruz continua no fio da navalha: um milímetro pra um lado, é a glória; um pé pro outro lado, fracasso, dor e agonia.

Nos últimos três anos encarei o desafio de mergulhar numa gestão que prometia transparência. Juro que o possível foi feito. Ou ao menos tentou se fazer. Alguns gestos foram esboçados, mas havia muita vontade e poucos para realizá-la. Hoje, do lado de fora, sei que os acertos só acontecem depois que se tenta, experimenta e erra.

Por isso, no grupo em que participo com Gerrá, fui eu a perguntar: “Antes é preciso definir o que é transparência”. Eu mesmo não sei exatamente o que é isso. Ontem, fiquei sabendo que existem uns parâmetros internacionais que definem o que é transparência institucional. E não tem nada a ver com aquilo que a Comunicação do clube tentou fazer sob meu comando: publicar detalhes de renda, público a cada jogo. Isso é voluntarismo, boa vontade, amostramento ou dar satisfação. Antes de ser publicado, qualquer valor precisa passar pela contabilidade, ser conferido pela federação e passar por outros procedimentos da área financeira e contábil que eu nem sei o nome.

O cara chamado Fábio Araújo, tricolor da Controladoria Geral da União, tá botando ordem na casa e está aprontando um site exclusivo só pra isso.

A galera que tá cobrando transparência de Tininho está certa em cobrar, mas é bom pensar um pouco enquanto cobra.

Costumo dizer que, depois que os tubarões rasgaram a carne e comeram os ossos do Santa, todos os dirigentes que vieram depois – e ainda virão – carregam o estigma daqueles tempos. São tratados como ladrões por definição, sem margem para dúvidas. E como amadores por natureza.

Se é preciso cobrar, é fundamental separar as coisas, principalmente para que a cobrança não soe desmedida ou mero histerismo: não há como comparar o passado em que capangas batiam em sócios nas dependências do clube dos tempos atuais, em que gente que nunca tinha se arriscado a colaborar está dentro do Arruda. Tem um especialista em tecnologia de informação no departamento de Futebol, tem procurador da Fazenda Nacional arrecadando recursos com projetos de lei de incentivo, tem técnico do TCU sistematizando projetos e ideias. Gente que sequer conhecia o presidente.

Não, não são os mesmos de sempre. São pessoas como qualquer um de nós, parecidas com aqueles que estão cobrando, mas não perceberam que podem estar no clube em breve e correm o risco de serem cobrados além da justa medida.

Também é preciso saber o que fazer e saber o que cobrar. E, sejamos sinceros, só transparência não vai alavancar o Santa Cruz aos “píncaros da glória”. É preciso cobrar do clube todo.

O Conselho Deliberativo tem umas poltronas bonitas no auditório, mas nunca teve um reles regimento. Isso mesmo: 104 anos depois o Conselho não tem regras internas de funcionamento, não se sabe quantas vezes precisa se reunir, como precisa se dar o processo de definição de uma pauta etc. Isso sem falar no Estatuto, um documento maluco que separa o clube em três partes desiguais, cada qual pro seu lado, mas que torna obrigatórios sirene e fogos de artifício três vezes ao dia no 3 de fevereiro. Pense numa besteira.

É preciso cobrar o mínimo de democracia: que todas as categorias de sócio possam votar, que cada chapa tenha representação proporcional no Conselho. Isso seria dar um passo fantástico, mas também não resolverá os problemas do Santa Cruz.

Para isso, todo mundo que está exigindo transparência agora e vai exigir outras coisas depois, precisa se juntar a quem é cobrado para enterrar de uma vez por todas a escrotice das cotas de transmissão de TV. Ou para exigir que os putos das emissoras engulam esse horário das 22h que tanto afasta o torcedor do estádio. Ou acabar de uma vez com as federações e lutar por uma liga de clubes.

Sim, não é por falta de transparência que o torcedor sumiu. Se fosse assim, ninguém lotava estádios na Europa, terra onde o Barcelona já foi acusado de lavar dinheiro do narcotráfico. O que falta é dinheiro no bolso do povo, tranquilidade para a mulherada ir no banheiro dos estádios, ônibus para voltar para casa, bandeira e música na arquibancada, segurança para andar nas ruas do seu bairro à noite depois de descer do ônibus.

Author: Gerrá da Zabumba

Share This Post On

81 Comments

  1. Fantástico texto, comungo boa parte dessas ideias Gerra, principalmente a questão do Conselho misto com a participação de todos.

    Post a Reply
  2. Tá embaçado…mas como não conseguir ser terceiro do bodinho e achar normal?

    Post a Reply
  3. A minha opinião (de quem acompanhou tudo, assim como Gerrá), é que além de ser um requisito, a Transparência é um bom começo e um fator que pode servir de incentivo para outras iniciativas e motivação para outras pessoas aderirem à causa. Só experimentando, pra saber. E já passou da hora.

    Post a Reply
  4. Excelente texto, e digo mais um dos melhores e mais importantes que já li no Blog!

    Agora é aguardar as cenas dos próximos capítulos.

    Post a Reply
  5. Por que os sócios que pediram por escrito ao presidente detalhamento das negociações de Raniel, João Paulo, André Luiz e Keno não obtiveram resposta? Tal resposta seria, sem dúvida, um exercício de transparência. Já contratações de ex jogadores como Marcinho e Valles em plena primeira divisão são transparentes demais.

    Post a Reply
  6. Mudando um pouco de assunto, vejo alguns aqui preocupados com a classificação para a Copa do NE 2019, se não me engano, para a próxima edição do torneio a classificação será pelo ranking, Para PE: o campeão e os dois mais bem ranqueados. Vocês podem confirmar isso?

    Post a Reply
    • Ranking da CBF

      Post a Reply
  7. Glorioso empate em Arcoverde. Tomamos no ….. que vergonha esse time. O Flamengo fez seu primeiro gol, kkkk. Sinceramente continuamos querendo cair no pernambucano. PQP

    Post a Reply
    • Levar gol de Aruá!

      Post a Reply
  8. Síntese da entrevista agora de Júnior Rocha: estamos no caminho certo!

    Post a Reply
  9. “Estamos no caminho certo” … para a série D.

    Post a Reply
  10. Belo texto, Inácio.

    Post a Reply
  11. A partida serviu para mostrar que estamos no mesmo nível do adversário, pois, jogamos de igual para igual.
    A constatação está no gol do flamengo de arcoverde, que não fazia gol em ninguém, até encontrar uma equipe do mesmo nível.
    Quanto ao gol sofrido, é pra dar uma multa de 300% nesse tal salino. PQP.

    Enfim, placar justíssimo para duas coisas horríveis em campo.
    Se não conseguirmos nos classificar para a próxima fase, é justo, pelo péssimo time e técnico que temos.

    O JOGO

    Ricardo Ernesto – não teve culpa no gol – nota 5
    João Ananias – inútil e cansado – nota 3
    Genílson – bateu cabeça no segundo tempo – nota 4
    Augusto Silva – bateu cabeça no segundo tempo – nota 4
    Paulo Henrique – uma avenida – Marlon fez o que quis com ele – nota 1
    Jorginho – limitadíssimo – nota 2
    Leandro Salino – além de fraco, ainda deu um gol ao adversário – nota 00000
    Daniel Sobralense – já entrou cansado – nota 2
    Jeremias – quis jogar sozinho – nota 2
    Fabinho Alves – péssimo – nota 0
    Robinho – esforçado, mas muito fraco – ainda deu umas carreirinhas no 1º tempo – nota 2
    Geovani – não fedeu nem cheirou – nota 5
    Hericles – golaço – o menos ruim de hoje – nota 7
    Vinicius – o chupa sangue de sempre – nota 0

    Técnico: Júnior Rocha – VTNC – 00000000
    Se eu fosse técnico e fosse dominado pelo flamengo de arcoverde, eu pedia pra c@g@r e saia do clube.

    Só mais um detalhe: preparo físico do Santa Cruz – nota 000000

    Post a Reply
  12. Grande parte do pessoal que opina aqui é quase igual a aqueles que fazem o SANTA,o rebaixamento para B no Pernambucano é quase certa e o pessoal falando em ….

    Post a Reply
  13. Amigo, Hamilton, rebaixamento presumo que não ocorra, mas o time é horrível.
    Tricolor revoltado a diretoria deveria dividir 300% de multa, para o Salino e o inoperante Paulo Henrique (Que lateral horrível)…e nas costas do famigerado Salino, faltou pouco para o time de Arcoverde, desempatar e vencer a partida.
    Lamentável.

    Post a Reply
    • Verdade João Batista!

      Post a Reply
    • Certíssimo João.
      Um abraço.

      Post a Reply
  14. Texto sensacional.
    Muito lúcido e realista.
    Vindo de Inacio, surpresa nenhuma. Cabra sério, tricolor de primeira grandeza, que teve coragem de dedicar tempo e cérebro pro nosso clube.

    Post a Reply
  15. As contratações são irresponsáveis, e as consequências estão no campo r nas arquibancadas.

    Post a Reply
  16. Poderemos até ganhar do Belo Jardim mas não venceremos a coisa dentro do campo deles. No máximo empatamos, ou seja, chegaríamos somente a 13 pontos que é a pontuação hoje de Salgueiro, Central e Vitória. Dessa forma não ficaremos entre os 4 primeiros.

    O risco é grande de pegar de cara um clássico já nas quartas. Em outras épocas não teria medo disso, mas hoje sim pois a nossa diferença pra eles é grande.

    Post a Reply
  17. Se livrarmos o rebaixamento no estadual já será grande coisa. Prefiro então focar no Nordestão.

    Post a Reply
    • Livrar o rebaixamento no pernambucano, eis nossa esperança. A que ponto chegamos.

      Post a Reply
  18. Em tempos: muito bom o texto. Na verdade nós que estamos do lado de fora não perdemos no que o trabalho, certamente duro e bem intencionado dessas pessoas, mudou o clube, mas é bom ter notícias como essa.
    A metáfora dos ossos descarnados que restaram de diretorias passadas é muito boa, embora me pareça que descarnaram os ossos e deixaram em ação uma metástase que continua destruindo o que restou. Mas como não temos qualquer referência não sabemos dizer o que é transparência, nem como informar dados úteis. Quem sabe um escrito em papel de padaria dizendo o rombo conhecido no final do ano, as receitas do ano e as despesas e o novo rombo já seria bem melhor do que a escuridão em que vivemos. Na prática o que vimos foi um novo ciclo de debacle: da a para b; da b para c; e pelo jeito que vai da c para a d. A despeito de esforços e boa vontade de alguns.

    Post a Reply
  19. INÁCIO escrevendo… por um punhado de juízo de quem dirige e torce pelo Santa Cruz.

    https://www.youtube.com/watch?v=YsY1TXCza5k

    Nos anos setenta, o Santa Cruz era um grande clube e formava grandes times. Nós torcíamos

    https://www.youtube.com/watch?v=YsY1TXCza5k

    Hoje nós continuamos torcendo, apesar de tudo. Parece que algo de bom está acontecendo dentro clube, a julgar pelo ÍGNEO texto de I(G)NÁCIO.

    https://www.youtube.com/watch?v=7b8p7-YSZd4

    Ontem assistindo o jogo Fluminense 1 x 2 Avaí, fiquei pensando, quando é que o Santa Cruz vai ganhar da Rede Golpe, digo Globo no RJ? Enquanto isso nosso time empatava com o Flamengo(de Arcoverde). Acredito que o Santa Cruz vai mudar para melhor, mas vai ser muita organização e disciplina com as finanças e nas contratações não apenas de jogadores.

    Bom, a letra da música.

    https://www.letras.mus.br/peter-frampton/66228/traducao.html

    Ah e saudades dos textos de Aline Moura

    Saudações corais a todos

    Post a Reply
  20. Não consigo entender Transparência onde:
    1. O Conselho Deliberativo não representa os resultados das urnas, ou seja, se determinada chapa teve 20% dos votos, que ocupe 20% das vagas no CD;
    2. Conselho Deliberativo onde sócio-torcedor não tem direito nem a votar e nem a ser votado;
    3. Conselho Deliberativo que só é conselheiro quem tiver condição financeira confortável, o que elitiza o fórum deliberativo;
    4. Conselheiro pra ocupar cargo Executivo deve se licenciar, afinal, fazer e se autofiscalizar é masturbação;
    5. Conselho Deliberativo deve se limitar a no máximo 100 mais 50
    suplentes;
    6. Conselho Deliberativo não é fonte de receita, e sim, fonte de fiscalização do Executivo e da Patrimonial, além de ser um fórum pripositivo.
    7. Finalmente, sem participação de todos os segmentos sociais e econômicos da Torcida Coral, jamais teremos um Conselho Deliberativo que represente efetivamente a Nação do Santa Cruz.

    Post a Reply
    • a mudança no modelo de conselho deliberativo passa por uma reforma no estatuto. na minha opinião isto é outro passo a dar. espero que este novo conselho deliberativo possa e tenha competência política para fazer. um portal de transparência, se o mesmo for bem feito e realmente mostrar as coisas, já é um grande avanço.

      Post a Reply
  21. No texto acima, em vez de propisitivo, leia-se, propositivo

    Post a Reply
  22. Será qua já mais de 16 anos dentro do clube e já tendo passado nporbque vários cargos tininho hoje presidente já deveria se quisesse ter aberto essas contas e mostrado a realidade sem esconder nada, não é acusar de roubo mas sim no mínimo de omissao pois eu acho que pela amizades com seus apoiadores jamais ele revelará coisas erradas que foram feitas

    Post a Reply
    • Rapaz, ele é parte da coisa. Como você disse aí, 16 anos lá dentro. E esse sujeito vem falar de ‘nova administtação’. E o pior, tem quem defenda. Cada clube tem o dirigente que merece. Nem discuto mais isso. Esse president’inho’ é quem deve estar lá mesmo.

      Post a Reply
  23. É um dos piores times da história do SANTA.

    Post a Reply
  24. Na boa, o time é muito ruim mesmo, um dos piores de todos os tempos, mas Robinho é melhor que o morto do Bruno Paulo e Ávila melhor que o zumbi Tiago Costa.

    Post a Reply
  25. Oh time ruim da gota serena…

    Post a Reply
  26. Minha profecia foi quebrada, graças a Deus.
    Agora vamos continuar rezando.

    Post a Reply
  27. Só assisti o primeiro tempo. Problemas na conexão do PFC. O time é medonho.
    Aos 20min do primeiro tempo postei para alguns amigos que este time é o pior dos últimos 30 anos.
    E o treinador?! Lembrei-me de Bagé.

    Post a Reply
  28. Classificamos! Eita, se o jogo demorasse maus 5 minutos teríamos empatado ou perdido, depois de termos aberto 3×0, isso contra o lanterna. Vamos jogar fora de casa e sem Receita as 4as. de final. Mas podia ser pior.

    Post a Reply
  29. Rapaz, esse time tira o tesão de qualquer um.

    Dizer que essa equipe é a pior da história do Santa Cruz é chover no molhado. Nunca vi tanta coisa ruim junta, na minha vida, vestindo a camisa do Mais Querido. Isso é um crime, inafiançável, produzido pela presidência e diretoria de futebol.
    No banco dos réus da história do Santa Cruz, esse bando de almas sebosas, receberia pena máxima.

    Quanto ao jogo, poderia até defender a equipe, pelo primeiro tempo difícil, por conta do sistema, bem fechado, armado pelo técnico do Belo. Todavia, não dá! Estávamos jogando contra uma das piores equipes do pernambuquinho e, por pouco, não nos igualámos a ela, graças ao juizinho que, desta vez, puxou a sardinha para as nossas bandas, deixando de dar um pênalti, claro, em favor da equipe de belo jardim. O TIME É HORRÍVEL.

    E A ZAGA? A zaga é um verdadeiro tabuleiro de pirulito: furos pra todos os lados. Falar de ananias pra quê? Todos já sabemos da ruindade do cara. Agora, a dupla de zagueiros, que eu até achei que podíamos confiar, tem se mostrado do mesmo nível da maioria dos peboleiros que vestem nossa camisa… uma merd@.

    O jogo:

    Ricardo Ernesto – não teve culpa nos gols, dados pelas bost@s de zagueiros que temos – nota 5
    João Ananias – VTNC – nota 0
    Genílson – esteve horrível – nota 2
    Renato Silveira – o papai noel da tarde – nota 0
    Augusto Silva – outro que caiu em relação aos jogos anteriores – nota 4
    Henrique Ávila – um dos poucos que sabe o que é uma bola – nota 6
    Paulo Henrique – entrou pra c@ag@r o campo – nota 000
    Jorginho – não comprometeu, mas não é um bom jogador – nota 5
    Luiz Otávio – fez um golzinho e já pensou que apagou a merd@ que fez contra o flamengo. Não sabe se posicionar como volante. Muitas brechas nas costas – pelo gol – nota 5
    Daniel Sobralense – continua devendo – nota 4
    Jeremias – um bom jogador, mas desaparece no meio de tantas perronhas – nota 6
    Fabinho Alves – outra perronha – pelo gol – nota 5
    Robinho – o menos ruim da tarde/noite – bateu bons escanteios – se ofereceu para o jogo e ainda fez um gol – nota 7
    Hericles – outro bom jogador, mas desaparece no meio de tantas perronhas – nota 6

    Júnior Rocha – VTNC – NOTA 0000000000000000

    Como diria o Arnildo – que tanta falta faz, aqui, os seus comentários – é bom começar rezando desde já, pois quarta-feira vamos depender da ajuda de todos os santos pra não passarmos por mais uma vergonha. Então: “AVÉ MARIA…”

    Post a Reply
  30. Deve ser bom ser conselheiro (especialmente de um conselho que nem regimento interno tem). Aquilo é um feudo, onde as múmias passam o bastão para seus filhos, que quando virarem múmias passarão para seus filhos… quando ali não foi assim? E essa coisa de cobrar transparência vai continuar acontecendo, com uma meia-dúzia de cabeças lúcidas tentando entender para onde vão os recursos de um time que vive chorando miséria e posando de coitado.
    Mais do mesmo. Desde 1914…

    Post a Reply
  31. O Campeonato Pernambucano é o de menor média de público entre os Estados com times na série A.

    Post a Reply
    • O campeão deste ano devia receber o título de QUARTO COLOCADO.
      É pra nenhum dos times participar do Nordestão em 2019!!!

      Post a Reply
  32. Vez em quando assisto partidas do campeonato piauiense. Esse time do Santa Cruz teria trabalho com o Altos e o River. Devido às péssimas condições financeiras não vejo condições de melhoras a médio prazo.

    Post a Reply
  33. Quando postei que é o pior time dos últimos 30 anos, é porque na década de 70, o Santa Cruz foi campeão em 69, 70, 71, 72, 73, 76, 78 e 79. E aí, não tinha pra ninguém!!!

    Post a Reply
    • Vivi essa época gloriosa do Santinha, que infelizmente deveu-se a um mecenas: James Thorp. Lembro que em 69 ou 70, James Thorp deu a cada jogador de presente pela conquista do campeonato um fusca! Que na época era um sonho de consumo, e jogador não ganhava os milhões que ganham hoje.
      Infelizmente James Thorp, que era filho de milionário e parece perdeu toda fortuna, não financiou nenhuma mudança estrutural no clube numa linha sustentável. Deu o peixe, mas não ensinou a pescar.
      Foi também dessa época, fruto do ciclo de construção de estádios no Brasil, pelo regime militar, que se transformou o Arruda no Arrudão, tal como está hoje. A época dos estádios aumentativos: Mineirão; Cunhão, rsrs.
      Sem o mecenas, e habituado a depender, nos tornamos insustentáveis, claro com as grandes contribuições das incompetentes quando não calamitosas diretorias que se sucederam.

      Post a Reply
  34. Refundação. Era isso que todos nós deveríamos estar preocupado. A instituição já morreu. Parece que está faltando um homem para dar um murro na mesa, reunir todos e começar do zero. Lembrei-me do pátio da igreja onde tudo começou. Comecemos novamente de lá. O Santa atual está morto faz tempo. Somos apenas saudosistas.

    Post a Reply
    • Quem seria este a dar um murro na mesa? Estão todos aí há muito tempo. Um sucedendo o outro. Não há sinal de mudanças. O time é uma desgraça, o Torcedor não vai ao Estádio e não se ouve nenhum posicionamento do Presidente. Nenhuma campanha que possa sacudir a Torcida. Nenhuma contratação de peso. Apenas o mesmo modelo de contração (jogadores bichados e sem mercado). Às vezes dá sorte de aparecer um João Paulo (hoje no Botafogo). Não vejo saída com o atual quadro político das Repúblicas Independentes do Arruda.

      Post a Reply
  35. Eu era criança no início dos anos 70 mas lembro que o clube postava umas urnas na entrada do Arruda, em dia de jogo, para a torcida ajudar com qualquer trocado. Lembro que o ídolo Mazinho foi comprado o seu passe com a mobilização da torcida. Talvez Marlon também tenha sido comprado assim. Futebol era mais barato, menos comercial. Os tempos mudaram em meados dos anos 80 e nosso clube não mudou. Pelo contrário, em 84 apareceu nas águas tricolores o gigantesco tubarão branco um predador voraz que causou um desequilíbrio no clube que até hoje sofre consequências.

    Post a Reply
    • É…. o tubarão das neves fez um estrago que parece irreversível.

      Post a Reply
  36. A melhor notícia é a volta , mesmo que eventual de Inácio França, um baita escriba!

    Post a Reply
  37. Genivaldo, além de James Thorp (herdeiro dos maiores acionistas da White Martins), ressalto a importância de Valdomiro Silva e o seu famoso “Peneirão”, e do “olheiro” Custódio.
    Na saudosa época de grandes conquistas, destacaram-se oriundos da Base: Luís Neto, Carlos Alberto Barbosa, Alfredo Santos, Givanildo, Luciano Veloso, Ramon, Cuíca, Fernando Santana, Zé do Carmo, entre outros). E da região, como esquecer: Gena, Paranhos, Erb, Nunes, Joãosinho, Detinho, Bita, Vilanova, Baiano, entre tantos.
    Abandonar a Base e a região fez e faz muito mal ao Santa Cruz.

    Post a Reply
    • Muito bem lembrado. Conheci Waldomiro Silva que era o grande entusiasmo da base, que realmente diferenciava o Santa. Naqueles tempos os campinhos de pelada estavam por todo canto, e não haviam as escolinhas, destacando-se o papel dos olheiros. Os tempos mudaram, os campinhos quase desapareceram e as estruturas profissionais de captura de meninos com potencial substituíram a fase romântica. E nessa nova fase ficamos para trás, sem sequer um centro de treinamento.

      Post a Reply
  38. Lembro com saudade o tempo de glórias, ressaltado pelos colegas que tão bem postaram acima. Mas amigos, o que falar de um clube que não tem condições sequer de pagar uma modestíssima folha do plantel, e deve meses aos seus bravos e fiéis funcionários. Clube que piora ano após ano, com perspectiva clara de voltar à quarta divisão. É um velho que frequentava a alta sociedade, ainda tem um vetusto castelo, onde mora, mas já sem energia ou água. Somos o exemplo do que não deveria ter sido feito. Fomos apunhalados por alguns dos nossos próprios dirigentes. Morremos sim, mas a alma teima em não libertar-se do corpo. Os bandidos e necrófilos que mataram a instituição, ainda rondam em volta do cadáver insepulto, querendo arrancar-lhe os últimos nacos da carne decomposta. Sinto bater na mesma tecla há mais de três anos, pois isso me faz mal. Prefiro vê-lo cerrar as portas e abrir outra mais larga, para um novo horizonte, este definitivo. Enganem-se aqueles que o quiserem, escalem o time, critiquem o técnico e diretores, reclamem do árbitro. Nada disso serve mais. Só uma grande união, destituída de vaidades e politicalha, afastados os vermes que nos levaram a isso, é que poderá abrir um novo tempo, a volta do orgulho que sempre tivemos e um futuro de esplendor. Quando disse que faltava um homem para bater na mesa, pura retórica de um velho e sofrido torcedor, reporto-me aos jovens de hoje, pois só eles podem e devem esmurrar a mesa, têm força e energia para isso. Sem uma união dessa torcida, logo teremos que dedilhar álbuns de fotografias com a cronologia da nossa existência. A vê-lo ser humilhado e ridicularizado Brasil afora, prefiro que feche as portas.

    Post a Reply
  39. Guilardo, esse seu desabafo deveria ser lido na próxima seção do conselho deliberativo e, a partir dele, ser criada uma força tarefa (que funcione dentro e fora do clube) para que o clube possa ainda ter alguma sobre vida. Parabéns.

    Post a Reply
  40. Robson/Pi:

    O Campeonato Paraibano, hoje, está melhor e com os três grandes de lá jogando melhor que os três de cá.
    Dá pra assistir pelo Esporte Interativo.

    Post a Reply
  41. Um chute ao gol nao demos que time ruim!

    Post a Reply
  42. O jogo mostrou o nível do pernambucano. Pagamos pelos medíocres jogos anteriores. Hoje, me surpreendi. A cachorra da peruca não assusta, embora tenha financeiramente o melhor elenco. Vamos esperar que o Arthur substitua o Sobralebse que é um jogador nulo. Parabéns a Robinho, pela luta e por vir melhorando. Se podemos esperar de alguém é do Héricles.

    Post a Reply
  43. Hoje foi jogo de um time só: a Coisa. O nosso Entregador de Camisas teve medo.
    A defesa esteve bem mas o meio de campo foi muito ruim.
    O melhor? Robinho. Lutou e perturbou.

    Guillardo, meu filho é conselheiro do Santa Cruz. Eu só soube depois da eleição porque sabia que eu era, e sou, contra o continuísmo deste grupo que está aí há anos. Meu filho é Julgador Tributário da Fazenda (concursado), e juntamente com um grupo de jovens e abnegados Tricolores, têm feito bons projetos para mudar o Santa Cruz, inclusive, na captação de recursos. Que essa juventude, competente e comprometida, consiga êxito nesses projetos.

    Post a Reply
  44. Eu disse que nunca mais iria naquela pocilga, mas a vontade de ver o jogo na casa de festejos falou mais alto. De repente quando vejo é aquela correria e o distrato de sempre. Se você for torcedor do Santa Cruz, para quem tá com o cassetete na mão, você será sempre um marginal. O resto, para quem viu de casa, não precisa contar mais nada. Me lembrei quando tava na sede do Arruda, e a cavalaria entrou no nosso salão botando o cavalo por cima de crianças, mulheres e quem estivesse pela frente. “ISSO DENTRO DO SALÃO DA SEDE”. Mas a culpa… sempre será do cidadão!

    Quanto à partida, jogamos um pouco no primeiro tempo e nada no segundo tempo, quando apenas nos defendemos.

    Quanto à postura, hoje vou defender o Junior, pois, como o time é muito fraco, se ele abre a retaguarda, avançando a equipe, não acredito que teríamos um melhor resultado do que o que tivemos. No fim das contas, ele fez uma retranca e só empatamos porque a bunda do nosso goleiro pesou e ele não conseguiu segurar a bola pelo alto, senão era vitória.

    O JOGO:
    Tiago Machowski – a bunda pesou no gol sofrido, mas fez boas defesas – nota 7
    Vítor – fechou bem a lateral – nota 7
    Genílson – seguro – nota 6
    Augusto Silva – um pouco melhor que Genilson – nota 7
    Paulo Henrique – a maioria das jogadas boas do adversário foram em cima dele – nota 3
    Jorginho – não estava marcando nada e foi substituído – nota 3
    Leandro Salino – entrou pra marcar marlones -quando não deu no jeito, deu na porrada – nota 6
    Luiz Otávio – marcou bem, mas perdeu várias possibilidades de contra-ataque – nota 6
    Daniel Sobralense – decepção – nota 1
    Jeremias – nem fedeu nem cheirou – nota 5
    Fabinho Alves – gol importante – atacante é pra isso – nota 7
    Geovani – nem fedeu nem cheirou – nota 5
    Robinho – o melhor em campo – correu, marcou, se esforçou, lutou – nota 8
    Héricles – lindo passe e algumas arrancadas – cansou no segundo tempo – nota 7 , pelo passe do gol

    Técnico: Júnior Rocha – armou bem o time, dentro das nossas possibilidades e fez as substituições certas. Nota 7

    Não posso dizer que a cachorra de peruca seja uma merd@. A equipe deles tem um futebol superior ao nosso, mas, assim como o Santa, eles não tem bons finalizadores. Sendo assim, o jogo tá em aberto. Se Arthur voltar pra esse nosso meio campo, temos uma chance de melhorar nossa saída de bola e acertar, ao menos, alguns contra-ataques.

    Enfim, se for pra passar, tem que ganhar, pois, com um empate vamos para pênaltis e nessa matéria…

    Post a Reply
  45. Acabei de chegar do Cabaré da ilha, nosso time pode ser tudo, menos frouxo!

    Lamentável o ocorrido, fui um dos que conseguiu não de machucar e ser pisoteado! Se essa confusão fosse no Arruda amanhã mesmo nosso Estádio estaria interditado!

    VIVA SANTINHA !!!!

    Post a Reply
  46. Tricolor Revoltado,

    Você é o cara! Realmente Tiago falhou no gol, porém o chute do viadinho do Thomas foi bem ênfame! Não sei se outro goleiro pegaria …

    Post a Reply
  47. Postei o meu comentário logo após o fim do jogo mas está “preso” para ser “vistoriado” pela Moderação.
    Postei que foi jogo de um time só: a Coisa. E que Robinho foi o melhor do Santa Cruz.
    Após ler Tricolor Revoltado e Andrezinho, permita-me os dois que eu discorde sobre o gol deles: o Gordinho não falhou. A bola ainda desviou um pentelhinho porque Jorginho tentou evitar o chute.
    Se jogar com medo, sem contra-ataque eficiente, perde. A Barbie matou a Coisa no contra-ataque.
    O juiz é fraco e parcial. Neto Moura deu entrada violenta e nads de cartão; Jeremias por muito menos foi “amarelado”. Arthur tem que retornar porque Sobralense é muito ruim.
    O empate valeu pela raça.
    Se

    Post a Reply
  48. Estamos perdendo uma chance única de interditarmos o chiqueiro, o time mandante tem dever e obrigação de oferecer proteção e segurança ao torcedor e que que aconteceu ontem foi absurdamente ao contrário, dezenas de feridos por confusão gerada pela PM e ninguém da coisa maldita apareceu para dar apoio, os nojentos da Globo culpando um sinalizador e a bola rolando.
    Já que essa diretoria é fraca e covarde, o Blog que deve ter acessoria jurídica, poderia entrar com ação através do Estatuto do Torcedor.

    Post a Reply
    • Realmente a nossa diretoria é muito fraca. Já deveria ter entrado com representação no TJD, na FPF, onde quer que seja. Tinha que está na imprensa falando sobre o assunto. Mas… é a diretoria que só critica a própria Torcida.

      Post a Reply
  49. Quem perder o clássico da próxima quarta estará fora da copa do NE do ano seguinte?

    Post a Reply
    • Sim. A não ser que seja campeão este ano.

      Post a Reply
    • Tem de ver as vagas do Nordestão 2019 que serão pelo Ranking da CBF.

      Post a Reply
  50. Recebi a informação de que Héricles tentou a sorte como figurante de filme e pedreiro antes de tentar o futebol. Fiquei pensando, será apenas um acidente ou possui talento não lapidado numa escolinha no tempo adequado? Na seca que vivemos, fiquei pensando se não seria outro Grafite, descoberto já adulto e que conviveu com a falta de fundamentos. Coisa para pensar e ver como melhorar.

    Post a Reply
    • Assino em baixo Genivaldo. Quando eu vi o primeiro jogo dele eu postei um comentário aqui elogiando esse rapaz. E olhe que ele não fez muita coisa, mas dá pra notar que ele tem qualidade. Se for bem trabalhado vai longe. Você foi muito feliz ao compará-lo a Grafite. Um histórico bem parecido.

      Post a Reply
  51. André Tricolor Virtual e Eduardo Ramos,
    Pra mim esse é o legal da resenha: discordar ou concordar, numa boa.

    Só pra não deixar passar em branco, quero ressaltar a qualidade do nosso goleiro.
    O cara é frio. Sabe sair jogando com as mãos e até acertou alguns lançamento longos com os pés. No segundo tempo defendeu uma cabeçada, que eu pensei que seria gol, com uma tranquilidade impressionante; ele dá segurança pra nossa zaga e isso é muito importante para qualquer defesa.

    Arredondando: estamos bem servidos com Tiago e, a bola do gol foi phod@ mesmo.

    André Tricolor Virtual e Eduardo Ramos… saudações tricolores!

    Post a Reply
    • Concordo que ele é bom goleiro, mas se tivesse com uns 10 kilos a menos seria um excepcional goleiro.
      Thiago Cardoso no seu auge e com o peso certo que tinha pegava aquela bola.

      Post a Reply
      • Verdade Alexandre!

        Post a Reply
  52. Tricolor Revoltado, retribuo a atenção.
    Saudações Tricolores!

    Post a Reply
  53. Se essa FPF fosse uma instituição séria este jogo de quarta feira não seria na Ilha do Retiro e sim na Arena de Pernambuco.
    E se o TJD-PE fosse também sério a Ilha do Retiro já estaria interditada.

    Post a Reply
    • Agora se estas duas instituições não são capazes de peitar os Dubeux, Bivar e etc ai a conversa é outra.

      Post a Reply
      • Ah já sei, é porque não morreu ninguém.

        Post a Reply
  54. Assisti agora, pelo Cardinot (nunca vejo) as cenas de guerra na ilha do retiro. Não é possível aceitar o que aconteceu, e a verdade seja dita: as instalações do estádio, cheio de grades e íngremes degraus, não poderiam ser aceitáveis para abrigar multidões num espetáculo.
    Rigorosamente, salvo a Arena, nenhum estádio reúne as condições, mas no caso da ilha é evidente que se trata de um equipamento absolutamente inadequado.
    As cenas, não apenas do incidente, mas as do final do jogo e das galeras de marginais (dos dois lados), são mais do que suficientes para desencorajar qualquer pessoa de bem a se expor ao risco de ir a um jogo. E depois não se sabe porque os estádios estão vazios!
    O comportamento da polícia foi lamentável! E olha que sei do desafio que deve ser atuar num jogo de futebol com as organizadas! O spray de pimenta parecia extintor de incêndio. Muitos dos tiros de balas de borracha me pareceram despropositados.
    Por fim, o tétrico espetáculo de dezenas de feridos e várias ambulâncias, sem que isso interrompesse o jogo, certamente para não atrapalhar o horário da Globo!
    Mantido esse quadro, e não vejo qualquer ação para mudá-lo, acredito que o futebol vai terminar se resumindo a transmissões dos grandes times europeus.

    Post a Reply
  55. Quem tá na faixa dos 50 ou já passou dessa idade talvez lembre do goleiro Idalécio do Atlético Caruaru, que depois virou Porto de Caruaru. Idalécio era um goleiro bem gordinho tal qual nosso goleiro, mas era bom goleiro.

    Post a Reply
  56. Espero que o Santa Cruz jogue bem e vença o Clássico das Multidões. Vamos a Ilha do Retiro Galera Tricolor. O Mais Querido precisa do nosso apoio.

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *