Futebol e cu (ou futebol-cu)


Meu pai sempre me levava pra ver o Santa Cruz, desde que o jogo fosse no nosso campo e num dia de domingo.

Foi no Arruda que pela primeira vez ouvi um ser humano falar com tanta ênfase a palavra cu. Eu tinha uns seis anos de idade.

“Soca esse apito no olho do teu cu, juiz filho-da-puta”, berrou um moço que estava ao lado da gente. Um grito tão grande que me deu a impressão que todo o estádio ouviu.

Passei o restante do jogo observando mais o cara que gritou aqueles palavrões, do que os lances da partida. Durante vários dias, aquele cu que ouvi ficou ecoando no meu juízo. Acho que pelo fato de, apesar de filho-da-puta ser um palavrão com mais sonoridade rítmica, cu é ser mais significativo.

Dali pra frente, todas as vezes que eu ía ao jogo do Santa, ficava ligado nessa coisa de cu.

Se não existisse essa palavra monossilábica, o trabalho das ambulâncias e dos bombeiros seria dobrado. Não fosse o diafragma expelir com tanto vigor os cus pelo estádio, muita gente passaria mal e até morreria.

Certa vez, um senhor gordão, por pouco não teve um ataque dos nervos perto da gente. Era um jogo a noite. Eu tinha uns doze anos. O gordão tinha um bigode e segurava um guarda-chuva. A gente dominava a partida, mas não fazia gol. A cada chance perdida, o gordo falava um palavrão: “puta-que-pariu! Vai te fuder! Porra! Caralho!” E, obviamente, vai- tomar-no-cu! Em um dos lances perdidos, o atacante entra na área. Ele, o goleiro e a barra. Um gol feito. Mas o chute sai torto e a bola vai pra fora.

 “Vai-tomar-no-cu. Vai-tomar-no-cu. Vai-to-mar-no-teu-cu, porraaaaa!”, a última frase já saiu com o restante de ar que estava dentro do gordão. Ele ficou vermelho e sem voz. A turma começou a abanar ele. Alguém pediu água. Um amigo do meu pai morria de rir. Um cara gritou: chama o bombeiro, chama o bombeiro. Mas o gordo sobreviveu, sem precisar de ajuda médica.

Na época da Sanfona Coral, nossa turma ficava na arquibancada, exatamente no lado que o bandeirinha estava. Para ser mais preciso, a Sanfona se posicionava olhando para o banco de reservas do adversário. Daí, estávamos sempre no pé do ouvido do bandeira. Numa ocasião, não lembro qual foi o jogo, Rosembrick meteu uma bola pra Carlinhos Bala, seria gol certo. Mas o bandeirinha marcou impedimento. No rádio disse que não estava impedido. A jogada era bem duvidosa. No meio dos xingamentos, um torcedor saiu com essa: “tu é corno de cu, bandeirinha”. Um garoto que estava perto, perguntou: “pai, o que é isso: corno de cu?”. A gargalhada foi geral.

Ontem, desde a hora que a escalação foi divulgada, a palavra cu foi a mais usada nos grupos de zap corais, no Arruda, nos bares, nas salas, em qualquer ambiente onde estivesse um torcedor do Santa Cruz.

Luiz Felipe escalado. “Esse rapaz deve estar comendo o cu de alguém no clube”.

Gol dos Afogados. “Puta-que-pariu, outro gol de cabeça. Vai-tomar-no-cu. Essa porra desse volante não pulou”.

O primeiro tempo acaba. “Jogo cu do caralho”.

Neto Costa vai entrar. “Um jogador cu desse, vai entrar pra que?”

Neto Costa perde o penalti. “Vai-tomar-no-cu. Jogador merda!”

E como diz um amigo meu quando está nervoso: time cu. Treinador cu. Presidente cu. Diretoria cu.

Depois ele se acalma e a vida volta ao normal.

Author: Gerrá da Zabumba

Share This Post On

37 Comments

  1. A capa do disco de Tom Zé foi a combinação perfeita. Aquele astrólogo que mora nos EUA não vai a futebol mas é chegado no dito cujo. Vamos em frente, torcendo para nosso time encontrar um padrão de jogo.

    Post a Reply
  2. Ótimo texto. Achar graça de tomar-no-cu.
    Lembrei de um diretor-geral uma empresa estatal, recém empossado. Os subordinados secorganizaramne foram levar acelevuma proposta para mudar as cousas por lá. O cara ouviu, refletiu e disse: com essa propostas vocês querem tomar no cu, mas com o “meu” cu. É o que fazem dirigentes, comissão técnica e jogadores: querem tomar no cu, mas com o cu dos torcedores. Por isso é que trazem tantos jogadores cu, só pra gente se fuder nas arquibancadas, ou no sifá de casa. Amanhã temos tudo para tomar no cu, de novo, assim como na quarta-feira.
    Não tem cu que aguente!

    Post a Reply
  3. tem muitos cus no time,na direção nem fale….mas a camisa nos encanta….esperando o meia diferenciado guardado no forte Knox…..Jailson está saindo do Cuiabá….dizem que dispensado…mas útil para nós,só não é esse meia que ninguém pode saber…curioso sobre esse craque alardeado na direção.

    Post a Reply
  4. Graças a Deus não fui ao jogo de quarta-feira, não piso na Arruda há 2 anos e provavelmente passarei mais alguns sem pisar, mas se tenho ido ao último jogo, eu teria feito o que fiz nos anos 80 com Malhado, Henágio (em sua segunda passagem pelo Santa) e outros, iria pular no campo e dar tapa em Patrick alguma coisa e em Itálo não sei o quê e tenho certeza que sairia preso mais intocado, pois no time do Santa não tem homem.

    Post a Reply
  5. Eita, ganhamos, e milagre: Queiroz fez um gol! Santa 2o. lugar na chave mamão com açúcar. Com os mesmos 12 que fizemos o Bahia ficou de fora, e o Vitória em nossa chave classificou com 7. Mas vale o regulamento e vamos enfrentar – em casa – o CRB, quem sabe mesmo com o time cu possamos passar em frente, o que valeria R$ 375 mil para as combalidas finanças.
    Não foi ao jogo – quem foi? – mas pelo que ouvi o Varlei, da base, fez ótima estréia. Quem sabe substitui o Elias, que precisa reaprender a jogar, porque não faz mais nada.
    Agora vamos ver em Natal. Como o ABC perdeu do Fortaleza em casa, pode mexer com eles.
    Vamos torcer. Vida de torcedor é assim: puto ontem, feliz hoje. É o cu dando alegria!!!

    Post a Reply
    • O Bahia fez 12 pontos jogando contra times do grupo mais fraco. O Santa fez 12 contra 0s do grupo mais forte. Acho que a mídia tá indo na conversa dos clubes que não se classificaram ou está querendo desmerecer nossa classificação.

      Post a Reply
      • Assino aonde ????

        A análise do amigo Genivaldo estaria certa se tivéssemos enfrentado os adversários de nosso próprio grupo que gritantemente é mais fraco.

        Post a Reply
  6. Isso Robson. O nosso grupo estava bem mais fraco que o outro mesmo (basta somar as pontuações de todos os times de cada grupo). Significa que, mesmo jogando conta times melhores, o Santa fez uma boa pontuação. Claro que o time não está bom, mas da para chegar na final do Nordestão. Se isso acontecer, e lotar o Arruda e torcer para a torcida empurrar o time para que “junte mais uma vitória”

    Post a Reply
    • Acho que já poderíamos ter um bom público neste próximo jogo (CRB).
      Se passarmos, teremos Fortaleza ou Vitória.

      Post a Reply
      • Ai temos que torcer por um empate ou vitória do Vitória para que, independente de quem ganhe (considerando eventuais pênaltis) decidir a semifinal em casa desde que, é claro, ganhemos do CRB no tempo normal.

        Post a Reply
  7. Algo de estranho no elenco,Sorriso já sabe.Os jogos contra Afogadense e Vitória externou isso.Panela,empresários ou má vontade com treinador ou direção não sabemos ainda.Quem vive lá sabe,isso pode prejudicar mais ainda,ficamos atrás do afogadense,ano passado houve má vontade contra o operário,no tempo de ALN birra com Gamalho…e o clube é que se lasca.BASTA DE AMADORISMO!!!!

    Post a Reply
  8. Nosso time pessoal é muito fraco mesmo mas eu acho que não tem condições sim de uma Arruda passar pelo CRB é só o time se empenhar né e tentar desde o começo pressionar eles né não fazer feio aquele primeiro tempo ridículo contra afogadense acho que é o momento a gente apoiar sim! Vamos começar a organizar Aqui em Timbaúba a caravana Valeu gente

    Post a Reply
    • O elenco é muito limitado. Falta qualidade. Sem falar da pedreira que é o ABC lá dentro e que, por $$$$ temos que priorizar.

      Um bom futebol no sábado passa por um bom resultado em Natal.

      Post a Reply
  9. Nosso time pessoal é muito fraco mesmo mas eu acho que tem condições sim de no Arruda passar pelo CRB .é só o time se empenhar né e tentar desde o começo pressionar eles né não fazer feio aquele primeiro tempo ridículo contra afogadense acho que é o momento a gente apoiar sim! Vamos começar a organizar Aqui em Timbaúba a caravana Valeu gente

    Post a Reply
  10. O que podia fazer pelo SANTA eu fiz nos últimos 45 anos da minha vida, agora quero retribuição.

    Post a Reply
  11. Tem coisas no Arruda que eu não consigo entender. Os cambistas vendendo ingresso de cadeira a 30 reais e lá na secretaria do clube custa 80 reais.

    ?????????

    Post a Reply
  12. Alexandre, a sua pergunta é extremamente pertinente. As possibilidades da respostas imensas, vejamos algumas

    Um economista diria que o “SPREAD” é de 50 reais.

    Um engenheiro diria que a diferença é de 50 reais.

    Um analista de informática diria que o “default” é 80 reais, mas você pode clicar em 30 reais e pagar menos, usando um aplicativo.

    Um certo presidente da república que finge ser doido diria “a diretoria está fazendo Golden shower com os cambistas”, depois pediria desculpas, na realidade perdão, pois ele se converteu, agora é evangélico.

    Um bolsonarista diria que 80 reais é preço cobrado pela “esquerda”, e que os diretores são petistas.

    Se o cambista for realmente de esquerda, o “guardião das leis” ordenará uma condução coercitiva do cambista para a delegacia de água fria com o uso de uma força tarefa. Neste caso as televisões abertas e fechadas interromperam sua “programação normal” e transmitiram tudo ao vivo, porque o “ao vivo” tem prioridade. Caso contrário, se o cambista for de direita vai ser ouvido e liberado na famosa audiência ….

    Um esquerdista diria é Golpe.

    Um filósofo perguntaria se existe um processo dialético entre os cambistas e a diretoria do Santa Cruz. Depois daria uma solução para este problema com base no parágrafo 69-B da crítica da razão obscura de Johannes Shuparov.

    Um contador diria que o cambista gera receita para o clube, a diretoria gera despesa.

    Um integrante da FAMILÍCIA, consultaria um astrólogo na Virgínia, EUA.

    Um ASTRÓLOGO DA VIRGÍNIA diria que o cambista é um escroto e a diretoria é um bando de filho da P.. e mandaria toda a “gang” tomar no Kool, por não conhecerem a obra dele.

    Um psicólogo Freudiano diria que a diretoria comete “ato falho”, um Junguiano diria que o cambista faz uso de seu “lado sombra”.

    Um psiquiatra diria que o cambista tomou rivotril, pensando que era vitamina C.

    Um cachaceiro diria, o Santa Cruz é assim mesmo, é tudo CASA DE FARINHA do mesmo saco. Afinal, se em Pernambuco pescador consegue comprar avião, tudo é possível.

    AUSTIN POWERS diria YEAH BABE

    JON BON JOVI, disse “acabei de tocar no estádio do LIVERPOOL, meu próximo show é no estádio do ARRUDA dia 22 de setembro de 2019, assim como Paul Mccartney em 2012, quero ver aquele estádio lotado, especialmente por parte da torcida do SANTA CRUZ”. O Arruda é um HARD ROCK STADIUM.

    Saudações Corais a Todos.

    Post a Reply
  13. Muito bom. Freud diria que às vezes um charuto é só um charuto!

    Post a Reply
  14. Em relação ao preço desses ingressos de cadeira uma das explicações é a seguinte: Em todos os jogos no Arruda diretores, jogadores e comissão técnica tem direito a receber determinada quantidade de ingressos. Esses ingressos não são utilizados em sua totalidade por quem tem direito. Então funcionário(s) do próprio Clube sabendo quem são essas pessoas que não utilizam esses ingressos, pedem a eles para que sejam vendidos e colocam não mão de cambistas. Ganha o cambista sem custo, ganha o funcionário e talvez alguém diretoria. Essa é a possível explicação.

    Post a Reply
  15. Ontem vi CRB X Bahia e o time de Alagoas parece o Santa, só tem vermes e ladrões jogando.

    Post a Reply
  16. O Afogados vai acabar o jogo sem ir na área da Barbier.
    Só o Santa Cruz mesmo pra ser eliminado por um time amador que treina 3 dias na semana.

    Post a Reply
  17. Cada vez tenho mais raiva do Santa.
    A Barbie em duas finais seguidas, mesmo com um time ridículo, tudo entregue pelo Santa

    Post a Reply
  18. Esse ítalo é uma rapariga.

    Post a Reply
  19. O doente do Augusto caiu de medo do goleiro.

    Post a Reply
  20. Esse lateral esquerdo Carlos Renato consegue ser pior que Bruno Ré

    Post a Reply
  21. Aproveitando o tema do post,

    VAI TOMAR NO CU, ALLAN DIAS!!!!!

    Post a Reply
  22. Vai cair nas duas competições que faltam sem ganhar nenhum jogo e rebaixa com facilidade.
    A única chance era com o doente do Augusto no contra-ataque, aí ele tira novamente como contra o Ceará e lapada de novo.
    O treinador é uma menina.

    Post a Reply
  23. Treinador burro , Alan dias cagando o campo se arrastando e não sai do time, time covarde bunda na parede horrível

    Post a Reply
  24. Esses nojentos que estão no Santa estão prontos para destruir o pouco que ainda resta.

    Post a Reply
  25. Se na diretoria ou no departamento de futebol do clube tivesse um homem, esse Alan Dias apanhava no vestiário.
    Não pelo gol que perdeu e sim covardia, displicência e tudo mais

    Post a Reply
  26. O treinador é muito fraco. Substitui muito mal. Alan andou em campo o jogo todo e esse último que entrou nunca vi em outro jogo. Time que entra em campo esperando um contra ataque leva sufoco. É chato ouvir que o time veio pra se defender.

    Post a Reply
  27. No mínimo o frangão do treinador precisa sair urgente

    Post a Reply
  28. Até no único que realmente somos grande que é na torcida, estamos ficando bem pra trás.

    Post a Reply
  29. E o gol válido ninguém do time e do clube reclama…covardes e frouxos!!!!

    Post a Reply

Deixe uma resposta para Alexandre Dias Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *