Mais uma lambança.
jan24

Mais uma lambança.

A incompetência do ProSanta é tão gigantesca que nem preparar o Arruda para receber a estreia do clube no Campeonato Pernambucano conseguiram fazer. A ansiedade da torcida estava nas alturas e parecia que iríamos matar a saudade de acompanhar um jogo em campo. A FPF, em um laudo técnico, interditou a partida contra o Afogados e frustrou a torcida coral. Para piorar as coisas, Joaquim Bezerra aparece nas redes sociais dizendo que a culpa não foi de ninguém. Como assim, cara pálida? Já se passaram terríveis 11 meses dessa direção desastrosa e não reconhecem que não possuem nem a capacidade mínima para manter o estádio? Que diabos de patrimonial é essa? Depois o discurso mudou e colocaram a culpa na PM, em questões políticas e em Evandro Carvalho. É inacreditável. Por que não organizaram o Arruda seguindo os critérios técnicos exigidos pela FPF antes? Em dezembro do ano passado, Joaquim Bezerra deu uma entrevista ao JC  onde afirmou categoricamente que ele não é culpado pela crise atual do Santa Cruz, pois, em suas palavras, essa crise já vem de 2016. Esse papo já deu. O ProSanta virou motivo de chacota nas redes sociais. Estão chamando essa galera de ProLusa. Seria engraçado se não fosse trágico. Era a campanha de Frutuoso, depois colocaram Joaquim que tirou folga e chamou Romerito, Mirinda e ALN. Contrataram Fabiano Melo que não fez nada e agora acionou o clube na justiça pedindo 121 mil reais referentes a atrasos de salários, FGTS, 13º salário, férias proporcionais e multa rescisória. O ProSanta nunca é culpado de nada nas palavras deles mesmos. Não conseguem pedir desculpas à torcida. E, o que seria a melhor coisa do mundo: pedir para sair. E futebol que é bom? Nada. Nem ir para a porra de uma estreia a torcida consegue. É frustrante demais ter que conviver com essa galera dentro do Santinha. Já estava me imaginando em Abílio, comendo o melhor cachorro-quente do mundo, tomando umas cervejas e conhecendo, enfim, o nosso elenco. Fica para fevereiro. Sábado que vem tem o Caruaru City. Espero que o ônibus do clube consiga levar os atletas pelos 130 km de estrada. Não é possível que não consigam fazer uma coisa simples dessas. Mas com esse pessoal não se assuste com nada. É lambança demais para uma gestão só. Se houver jogo, acompanharei pela internet. Não poderei viajar esse final de semana. Mas vou preparar o tira-gosto, gelar umas cervas, colocar a camisa tricolor coral e torcer com a mesma paixão de sempre. Salve meu Santinha e...

Read More
PE 2022.
jan13

PE 2022.

Depois de passar o Natal e o Ano Novo de cama por causa da desgraçada da Influenza – de longe foi a gripe mais violenta que tive na vida – decidi passar dez dias bebendo feito um louco. Agora, ainda de férias e dando um descanso rápido para o fígado e para os nervos, vamos voltar a pensar em futebol. O Santinha foi eliminado na Copinha em SP. Anchieta Thorp, diretor geral da base, elogiou os meninos e disse que saíram de cabeça erguida e que continuará com o planejamento para alicerçar o nosso clube. Apostar na base é um caminho seguro e inteligente para qualquer time que se preze. Torço para que esse esforço seja contínuo e possamos ter gratas surpresas no futuro. Já no profissional, o Campeonato Pernambucano começa dia 22. Vou torcer, evidentemente, para o Íbis. O Capibaribe que se cuide. Serei, também, Sete de Setembro desde criancinha contra o Do Recife. Entretanto, o jogo mais aguardado, o embate que o coração se agita de ansiedade será no dia 24 desse mês. O Santa Cruz enfrentará o Afogados no Arruda às 20h30. É isso mesmo: no Arruda. E com torcida. Depois de dois anos sem pisar nas arquibancadas do Mundão, a torcida coral terá o prazer de retornar à sua segunda casa. Não falto esse jogo nem com a porra. Pensando bem, foi até bom já ter sido infectado por essa gripe maldita. Imunidade lá em cima e muita vontade de voltar a acompanhar um jogo do Mais Querido ao vivo. Espero que a torcida não decepcione, pois ela, e apenas ela, pode nos salvar. Irei cumprir o ritual de sempre antes do jogo: tomar umas em Abílio antes da partida começar, comer o melhor cachorro-quente do mundo, comprar uma porrada de fichas de cerveja, escutar a resenha e me emocionar quando o time entrar em campo. Isso é uma mistura de obsessão, paixão, maluquice e história. Espero que meus amigos – Pietro, Lampi,Samarone, Gerrá e Lucas – tenham coragem de ir a campo. Juninho, Marc e Jerry estarão lá com certeza absoluta. Assistir ao jogo acompanhado dos amigos é muito mais interessante: tem a greia, a análise da partida, os comentários malucos e, quando é gol do Santinha, uma loucura magistral que emociona de uma maneira única. E, após a partida, mais cerveja. Como sou um otimista nato, aposto na nossa vitória: 2 x 0 e com direito a gol de Walter, mesmo sendo cevado no biscoito Treloso e na cerveja Brahma. Dia 24 é dia de celebrarmos, mais uma vez, nosso amor pelo Santa Cruz. A viagem desse jogo é que, creio eu, a...

Read More