Levanta Tricolor, estamos voltando

* O texto abaixo é de autoria do nosso amigo Eduardo Tiburtius, cuja bermuda branca aparece na foto.

Nesta longa caminhada no caminho de volta a elite do campeonato brasileiro, inúmeras foram as viagens que a torcida coral fez para acompanhar o seu time.

Por muitas vezes, eu tinha a sensação que não éramos apenas torcedores, mas responsáveis para a continuação da existência do clube. Vez por outra escutávamos sobre a teoria de que em Pernambuco não havia espaço para três times ou sobre a diminuição de clubes que outrora já foram respeitados em seus estados.

Difícil dizer nestes dez anos qual a viagem mais marcante.

Alguns se lembrarão de nossa estreia na série C em 2008 contra o Campinense e aquele mar de carros em uma romaria tricolor. Outros vão comentar sobre o jogo em João Pessoa, em que as fortes chuvas interditaram a BR 101 de volta ao Recife.

Para mim, esta viagem ao Rio de Janeiro, está no mesmo nível das citadas acima.

Desde o aeroporto percebíamos que seria uma viagem diferente.

Logo após imprimirmos nossos cartões de embarque, fomos abordados por um jovem. Mochila nas costas, bermuda e chinelo, ele nos perguntou: estou doido para ir para este jogo, como eu faço?

Indicamos a loja da companhia aérea e até achamos graça da inocência do rapaz. Tamanha foi nossa surpresa, quando identificamos ele como o último passageiro a embarcar no avião.

Alguém perguntou: velho, quanto você pagou na passagem?

— Mil e duzentos Reais só a ida, ele respondeu.

Ao desembarcar no Rio, todo contente com o manto coral, ele seguiu direto para o Engenhão. Nós, seguimos para Copacabana, onde ficaríamos hospedados. O taxista, vascaíno, nos confessou que estava doido para jogar novamente com o Santa, só que desta vez na série A.

Chegamos, deixamos as malas e fomos nos encontrar com nosso amigo Fred Arruda.

Fred já tinha organizado o local onde iríamos almoçar e as vans que nos levariam ao Engenhão. Entre tantas conversas, Fred nos disse como eram difíceis as vezes que ele vinha para Recife e tinha de voltar para o Rio. A saudade da família e do Santa Cruz pesam muito, confessou.

Três da tarde, hora de seguir para o Engenhão. Na viagem aquela greia que muitas vezes você vai se lembrar mais que o jogo.

Nosso amigo Beto gritava: pra que ter jogo, só isto aqui já bastava.

Mal sabia que o melhor estava por vir.

Chegamos ao Engenhão. Quatro coisas chamaram a atenção. Primeiro, a quantidade de tricolores presentes. Não que isso seja novidade, mas sempre impressiona. Segundo, como fomos bem tratados pela torcida do Botafogo. Do início ao fim, fomos cumprimentados e referenciados. Clima da mais completa harmonia, como sempre deveria ser. A terceira observação é como o Engenhão é um estádio ruim. A visibilidade de quem está nos locais mais baixos é nula. E por fim, uma grata surpresa: lá vende cerveja com alcool dentro do estádio.

Começa o jogo e o clima é de festa na torcida do Botafogo. Pelas ruas, vimos bancas de jornal vendendo a Placar do Botafogo Campeão.

Mesmo equilibrado, o adversário tem as melhores chances. Dani Moraes salva uma bola que tinha direção certa. Outra bola passa por cima de Tiago Cardoso e milagrosamente vai para fora. Contamos os minutos para terminar o primeiro.

No início da segunda etapa os resultados nos favoreciam e o empate já parecia um bom resultado. Mas algo estava diferente. O adversário já não agredia mais e como nos últimos jogos, o Santa crescia no momento decisivo. Veio o primeiro gol, êxtase total. Nos celulares as mensagens pipocavam. Abraços. Gritos. Confiança.

Logo depois Luisinho dispara e fica cara a cara com o goleiro, ao invés de finalizar, rola para Grafite que com tranquilidade manda para os fundos das redes. Nos abraçávamos sem acreditar que aquilo estava acontecendo.

E então, veio o derradeiro gol. Cruzamento da esquerda e entre o toque da chuteira de Bruno Moraes e a bola no fundo da rede, parece que passa uma eternidade. Eternidade que pareceu passar os anos difíceis. Das quedas consecutivas. Dos anos da série d. Da bola sair da cabeça de Caça Rato e entrar no gol do Betim.

Emoção que pode ser expressada nesta foto. De nós que descemos ao inferno e estamos tão próximos do paraíso. Que nunca nos ausentamos. E como dizia a frase estampada nas camisas da Coralnet, na época da série C e D: “E se você cair eu posso não consegui te segurar, mas com certeza eu te ajudo a levantar”.

Levanta meu amigo tricolor, estamos voltando para a série A.

Author: Gerrá da Zabumba

Share This Post On

61 Comments

  1. Eita texto de qualidade, de arrepiar, de emocionar.

    Cada palavra que leio, cada comentário, cada texto, cada vídeo, assistindo os gols dessa importante e marcante vitória, vem na lembrança todo sofrimento que passamos nestes últimos dez anos, por exemplo, quando eu saía de Gravatá para assistir a Copa Pernambuco em 2009 e 2010, ver o time da grandeza do Santa Cruz fora de competições nacionais e disputando uma competição semi-profissional e tantas outras situações que passamos, tantas dificuldades, sofrimentos…

    Faltam poucos dias, dias esses que representam uma década.

    Andar com fé eu vou a fé não costuma falhar!

    Post a Reply
    • O momento é de grande expectativa. Só quem vivenciou o grande tormento do desastre, que foi ver o nosso grande Santa Cruz na quarta divisão do futebol nacional sabe exprimir. O clube foi fruto de administrações desastrosas, que o saquearam e o deixaram arrasado. Antônio Luiz Neto, com grande abnegação, deu o pontapé inicial para a nossa redenção. Hoje, vivenciamos a expectativa do retorno do nosso clube aos melhores dias de sua gloriosa história. É impressionante o índice de acerto das recentes diretorias, na qualidade das contratações. Jogadores modestos, mas que se revelam úteis e valorosos. Uma caminhada difícil. Feita com muita cautela, competência e sorte. Que Deus nos abençoe e permita que o nosso Santinha possa voltar, já no próximo sábado, aos seus dias de glória. Avante guerreiros!!!!!!!

      Post a Reply
      • Verdade amigo, só acrescentaria a administração de Fernando Bezerra Coelho, que mesmo não conseguindo resultados dentro de campo, conseguiu estruturar nosso estádio e nos trouxe um pouco de dignidade, dignidade essa ameaçada pela falta de energia elétrica (o Arruda funcionava a base de gerador), nosso anel superior interditado e um patrocinador (Cimento POTY), que ajudou muito nos primeiro anos da gestão de ALN.

        Post a Reply
    • Pqp, estou em tamanha comoção. Parabéns ao texto,tão verdadeiro à vários tricolores de verdade; nós, tricolores do Arruda, da rua das moças e da avenida beberibe. Somos sim a maior e melhor torcida do mundo, pois nosso amor é puro e fiel, como de um pai pra filho. Sou Santa Cruz de corpo, alma e coração e nunca o abandonarei
      #sejasociotorcedor
      Vá a campo e leve seus filhos, pois assim eu faço e somos felizes, por sermos Santa Cruz! #vivaoSanta

      Post a Reply
  2. Essa torcida de mesmo de ARREPIAR.

    Agora somos TORCIDA DE PRIMEIRA, com time de PRIMEIRA.

    No jogo contra o vivi, vamos mostrar ao Brasil e ao mundo, novamente, a força da torcida coral das bandas do Arruda.

    Ô LAPA !!!

    Post a Reply
  3. Só quem vive o santa cruz sabe esse centimento

    O santa cruz nasceu e viverá eternamente

    Chorando com texto emocionante

    Post a Reply
  4. Sem palavras, que texto do caralh….

    O pessoal de sampa que sempre esta ausente dos jogos no Arruda, ganhará um presente e tanto, assistir em loco, se ganharmos do Mogi, o soerguimento do nosso time do coração. Então meus amigos tricolores de sampa, compareçam em peso e apõem nosso Santinha.

    Post a Reply
  5. Eduardo sintetiza em poucas linhas os últimos dez anos de angústia e alegrias vividas pela massa coral. Sim! É verdade que tivemos muitas angústias e sofrimento, mas, também, tivemos momentos que explodimos de êxtase. Sábado, dia 21/11/2016 poderá vir a se transformar numa data histórica, pois, contra todos os prognósticos feitos há dez anos, não é o time do povo que vai se extinguir, esse time vai viver eternamente. Triiiiiii!

    Post a Reply
  6. eu penso feito alirio tudo oq ue se comemora antecipado nao da certo
    ja comemorei negocios fechado e no outro dia o cara desistia
    e o santa cruz nunca teve sorte de comemorar nada antecipado

    vejam as declaraçoes de alirio
    Não estamos pensando em nenhuma festa antecipada. Conversei muito com a diretoria ontem (domingo) à noite e temos que consumar o resultado que nos interessa e só a partir daí pensamos em festa, comemoração. Sou muito cismado com as coisas e só acredito depois do apito final”, ressaltou o presidente.

    Post a Reply
    • Acho que o pensamento tem que ser esse mesmo, por mais que já tenha colocado o telão contra o CRB o momento não é para isso, até para não dar armas ao adversário. Vencendo o Mogi o que não vai faltar é tempo para festejar, o momento é exclusivamente de foco para o jogo.

      Post a Reply
  7. Passagem comprada para ITU.

    É SANTA CRUZ NA VEIA PORRA!!!

    Post a Reply
  8. Tricolores esse texto é de arrepiar, valeu Eduardo! passa um filme na memória. vejam o vídeo da comemoração nos vestiários é do cacete! no globo esporte.com.

    O Nordeste é meu país, minha seleção é o Santa!

    Post a Reply
  9. Eduardo,

    Parabéns por esse excelente texto. É o sentimento de todos nós.

    As palavras de Madson são pertinentes. Foco total nesse jogo contra o Mogi. Evidente que o elenco sabe da responsabilidade desse confronto.

    A Torcida apenas vê muito perto o tão sonhado acesso! É difícil ficar “frio” depois de toda recuperação que tivemos nessa Série B. O frenesi que todos nós estamos vivenciando nesse momento não se trata de menosprezo ao próximo adversário, mais sim a felicidade de saber que o acesso depende apenas de nós! Com humildade e dignidade vamos realizar nosso objetivo.

    Abraço a todos

    VIVA SANTINHA !!!

    Post a Reply
  10. só quem não viveu esses últimos 10 anos, não está com um filme passando na cabeça.

    a diretoria está certíssima em tirar o time daqui já na quarta-feira e de não botar telão na sede.
    mesmo tendo colocado em outros jogos, seria dificil conter o “já-ganhou” da torcida. se botar telão, a sede vai ser invadida pela massa e o clima de “já-ganhou” vai tomar conta do clube.

    Post a Reply
  11. SAMARONE, ME PERDOE O PALAVRÃO, MAS PRA ESTE TEXTO DE GERRA NÃO TEM OUTRA EXPRESSÃO: TÁ, DO, C@R@LHO.

    Post a Reply
  12. Que Belo texto. De arrepiar.

    Tá vendo aí, Hélio, como a turma ta inspirada!

    Estamos perto. Mais perto do que pensávamos. Agora é Segurar essa ansiedade pq eu mesmo so penso nesse jogo. O tempo não passa…

    Se o time jogar com o mesmo empenho , vamos ratificar nossa vaga.

    Post a Reply
    • E apois!

      Post a Reply
  13. Texto inspirado, expressando os difíceis caminhos, mas vamos chegar lá, se Deus quiser. Que longa semana esta. Mas sábado chegará, aguenta coração! Que o jogo siga a lógica para não trair nossa emoção. A “ansiedade”e o “oba-oba” seriam o pior dos inimigos do time, mas creio que do presidente, diretores, comissão técnica, jogadores, roupeiros aos torcedores estamos conscientes disso, e teremos a necessária garra e tranquilidade para jogar com aplicação, determinação e sem afobação. E se tudo correr bem, e correrá, vai “rolar a festa”, com muito suor e lágrimas, de alegria!! Assim seja.

    Post a Reply
  14. Alírio está corretíssimo. Nada de festa antecipada.

    Contanto, em caso de vitória (Deus queira que aconteça), invadimos, novamente, o aeroporto, e fazemos um desfile dos Guararapes até o Arruda, com o maior carnaval fora de época já visto na história do Brasil.

    Pessoal do bloco MINHA COBRA, deixa o estandarte de molho e vamos colocar a COBRA na rua no domingo – em caso de classificação – porque vai ser uma grande repercussão a nível INTERNACIONAL.

    Post a Reply
  15. Emocionante o relato. E o Santa Cruz tem esse poder de nos fazer voltar à infância, à adolescência, ao tempo em que a alegria era gratuita.

    Post a Reply
  16. Que texto maravilhoso, me senti como se estivesse lá, me vi na hora em que Luisinho entra sozinho e rola para Grafite (se ele demora mais um segundo eu chegava dentro da barra antes), lembrei das centenas de viagens para ver o SANTA CRUZ.
    Quarta-feira é dia de empurrar o pé na Loteria Federal 1914 na cabeça e na quinta falar com meu amigo Taiguara alugar a Sprinter 16 lugares e sortear 10 tricolores para ir comigo.
    Pés no chão e humildade, o resto é consequência.

    Post a Reply
    • ENQUANTO UM RT, UM DEL NERO E/OU UM MARIN E AS IRMÃS SIAMESES REDE PLIM-PLIM E O ESPÓLIO DO C13 CONTINUAREM DANDO AS CARTAS NO FUTEBOL TUPINIQUIM,

      estamos phudidos (e mal pagos).

      SaudaSanta

      Post a Reply
      • Verdade Arnildo.

        Post a Reply
  17. Senhores, boa tarde
    Quis escrever essa mensagem para voces por aqui mesmo, para sugerir que voces repassem a diretoria coral, uma sugestão que tivemos aqui (não sei se já tinha sido programado), mas no jogo contra o vitória, caso o nosso Santinha já estivesse com o acesso garantido (se Deus permitir), fizesse uma espécie de homenagem aos jogadores que nesses 10 anos de puro sofrimento fizeram parte dessa reconstrução. Valorizar os ídolos recentes, e isso sendo escolhido pelo torcedor coral e no dia fizesse placas comemorativas pelo trabalho desenvolvido. Rapidamente lembro de 7 nomes clássicos nessa reconstrução que mereciam destaque: Natan, Marcelo Ramos, Gilberto, Landu, Denis Marques, Dedé e o Mito Maior Caça-Rato que se fosse pra homenagear mesmo, colocava ele para guiar a torcida, como fez o Marcelo Moreno no último jogo do Cruzeiro pelo campeonato Brasileiro!! Fica a Sugestão, espero que acatem e vamos a Série A!!! Sds tricolores!!

    Post a Reply
  18. Belo texto, Eduardo!

    Parabéns camarada, você conseguiu externar essa emoção para gente.

    Simbora que só falta uma…

    “Saudações tricolores Santa Cruzenses”

    Post a Reply
  19. Sobre o Telão: Vai ter telão na Sede sim, o fato de se colocar um telão para torcida assistir ao jogo no Arrudão, não quer dizer que se está contando vitória antes e sim que o SANTA está dando uma oportunidade ao povão de assistir e torcer junto e se por acaso vier a vitória, que virá, poderemos comemorar em “nossa” casa.

    Post a Reply
    • Concordo plenamente, não vejo razão pra o fato de ter telão pura e simplesmente seja visto com ofesta antecipada!

      Post a Reply
    • Grande Hamilton, pensei que iríamos nos encontrar lá em Yaúca, sábado, se por acaso você for para Itu, tenha uma boa viagem e traga a vitória, vou comemorar se Deus quiser em Olinda.

      Post a Reply
      • Grande João, vamos comemorar de uma forma ou de outra, em qualquer lugar que estivermos. Um abração.

        Post a Reply
    • Ando re-repensando e estou com vc Hamilton!
      Se for um pequeno telão na sede eu não vou, pois não vai dar pra chegar nem nos pés da escadaria!
      Se for um TELÃO de verdade, dentro do estádio eu não somente vou, como levo toda a minha família.
      Não é uma questão de já ganhou. É simplesmente dar espaço e logística para todos os interessados que, no caso, com toda certeza do mundo a sede não comporta…
      Vale a pena eu sair de Itamaracá para ir assistir em um barzinho ou restaurante qualquer de Recife?
      Fico triste em pensar que não vou poder viver este jogo, ganhando ou perdendo (toc toc), junto das pessoas, todas elas, que caminharam comigo por toda esta jornada.
      Agora, se as pessoas quiserem ir com seus calções, biquinis e maiôs por baixo da roupa, aí é com elas mesmo.
      BOTA TELÃO ALÍRIO!!!!!!

      Post a Reply
      • Boa sorte Hélio Mattos.

        Post a Reply
  20. esse ano de 2015 pra mim,esta sendo muito especial.lembro de 2005,sim..mais era garoto,muito garoto.tinha 10/11 anos,fui a maioria dos jogos com meu velho,nas odisseias,,mais velho,fui a todos tbm(coruripe,empate dramatico/a derrota pro treze em 2008/o empate 3a3 com o treze em 2011/entreo outros.mais esse ano fui alem,graças a deus consegui ir pra bahia e santa e botafogo e santa ..e meus amigos,esse time é diferente..que garra nesses jogos decisivos,comprei a passagem pra sp logico…e a ansiedade ta a mil,n consigo dormir direito,trabalghar,estudar..mais tenho certeza que subiremos..e agora com 20 anos,ciente de todos os nosso momentos.

    Post a Reply
  21. E o arrudão encolheu mais…agora é 50 mil??

    Ao realizar um cálculo simples, supondo apenas que todos os torcedores comprem só os ingressos mais baratos, de R$ 30, o clube coral teria uma uma renda recorde no estado de R$ 1,5 milhão, visto que a capacidade total do estádio do Arruda, conforme exigência do Ministério Público em outubro deste ano, é de 50.582 torcedores.

    Atualmente, o Santa Cruz já é o primeiro em arrecadação em Pernambuco, quando angariou mais de R$ 1,3 milhão nas quartas de final da Série C de 2013, em vitória por 2 a 1 sobre o Betim, que garantiu o acesso coral à Segundona. Confira o resto da lista.

    http://www.pe.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/santa-cruz/2015/11/16/noticia_santa_cruz,39612/santa-cruz-define-ingresso-mais-caro-para-jogo-com-vitoria-e-renda-pode-entrar-para-historia.shtml

    Post a Reply
  22. que…tenha..telao..mas.nao.organizado.pela.diretoria.com..
    chamadas,propagandas,etc

    se..abilio.colocar..no.bar.na.sede.nao.tem.nada.de.mais
    nesse..momento..o.que.nao.pode
    é.a.diretoria.se.meter..nessa

    Post a Reply
    • É isso Madson, se, alardes midiáticos.
      Mas em Abílio e na Sede, não dá nem pro começo.

      Post a Reply
      • Além do mais que, na Sede, já tem todo e qualquer Santo jogo. Porque não haveria de ter agora???

        Post a Reply
  23. Tem hora que não acredito que chegamos numa situação em que só dependemos de nós para subirmos para a primeira divisão do futebol brasileiro.
    Honestamente não acreditava na vitória. E por 3 x 0 menos ainda.
    Nestas horas lembro de pessoas como FBC, ALN, Tininho, VICA, Oliveira Canindé e porque não Zé Teodoro que sempre dizia: “o time vai crescer na hora certa” e com Martelotti cresceu mesmo. Uns mais e outros menos, todos os citados deram algo para que este momento chegasse. E por último os maiores responsáveis por tudo: A TORCIDA TRICOLOR, pois foi graças a nós que este clube não fechou as portas.

    Post a Reply
  24. Sobre o telão eu tenho a seguinte opinião. A Diretoria não deve organizar nada. A partir do momento que ela coloca um telão, oficializa um evento.
    Imaginem se o clube resolver botar um telão! A sede iria virar uma festa.

    Agora, se os donos dos bares que tem dentro da sede colocarem telão ou televisão no seu estabelecimento, aí o evento não é do clube, é do dono do bar. E tenho quase certeza que a diretoria não vai proibir.

    Post a Reply
  25. A ansiedade é muito grande.

    Chega segunda-feira dia 23/11 e não chega sábado dia 21.

    Se eu não acreditava em tropeço contra baêa e bostafogo, que dirá contra o mogi.

    Sendo assim, como eu sei que este site vai virar uma romaria de tricolores, agradecendo a Deus e ao mundo pela volta à elite, aqui, de antemão, quero fazer um agradecimento a três camaradas que abriram as portas para que, nestes anos difíceis, pudéssemos expressar nossas frustrações e alegrias:

    Gerrá Lima, Samarone Lima, Inácio França,

    DEUS MUITO OS ABENÇOE POR TEREM SEGURADO A PETECA, DESTE BLOG, MESMO NOS MOMENTOS MAIS COMPLICADOS DO NOSSO SANTINHA.

    PRA GENTE, VOCÊS TAMBÉM SÃO ÍDOLOS. PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Post a Reply
    • Não podemos nos esquecer também de Fabão e toda a galera do Loucospelosanta, da Dani Tricolor com seu blog, do Dimas Lins, Artur Perrusi, Paulo Aguiar do Torcedorcoral e de tantas outras pessoas que, fazendo sol ou chuva tavam ali, escrevinhando com ou sem vontade, com ou sem inspiração, phutos da vida ou em êxtase, escrevendo, escrevendo, escrevendo.
      Valeu a lembrança!

      Post a Reply
      • Muuuuuuuito bem lembrado Hélio!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

        Post a Reply
  26. Os escritores do blog, ESTÃO OBRIGADO a escrever um livro, sobre essa odisseia, chamada Santa Cruz Futebol Clube e seus últimos deis anos. Cara isso no EUA dava um roteiro de filme do KCT.

    Post a Reply
  27. Aproveitando a deixa de André Csota, acho que os escribas do blog devem pensar no 4º e derradeiro volume da Trilogia, que deixaria de ser Trilogia.

    Já rolam na net peruas sobre possíveis contratações para 2016. Gostaria de que todos aqui não fizessem isso e se possível orientem a amigos que o fizerem para parar de escrever bobagens nesse momento tão decisivo. Peçam que segurem essa tabaquice para pelo menos sábado após a nossa esperada vitória.

    Saudações Corais.

    PS: e como Tricolor Revoltado lembrou, obrigado aos escribas por nos proporcionar esse espaço, muito importante nos momentos tão inglórios quanto os que passamos.

    Post a Reply
    • Concordo Ricardo, ainda hoje falei isso pra um amigo Tricolor. O foco agora é o Mogi. Manter a confiança, mas com seriedade e controlando a ansiedade. Quanto à ansiedade, e até positivo que o jogo seja fora de casa, pois acho que diminui a pressão sobre os jogadores.

      Vamos Santa !!!

      Post a Reply
  28. que texto do carambaa!! meu velho, essa semana passa não é???? muito massa os bastidores gostei do goleiro bruno…- pra ser campeão vão ter que ganhar da gente, e vão ganhar um c.ralho kkkkkk!

    Post a Reply
  29. Prezados, lindo texto. Mas vocês estão esquecendo de uma coisa. Com o Santa tudo é mais difícil. Então tenham corações fortes, pois acho que vamos até a última rodada sem estar classificados e só nela com um gol no fim do segundo tempo selaremos nossa gloriosa volta à série A.

    Post a Reply
    • TOC, TOC, TOC

      Eu quero é dar uma goleada histórica naquela bosta, proporcional ao tamanho das coisas de ITÚ e, no outro sábado dar outra enfiada naquele burronegro do lixão e ser vice-campeão. Que, pra mim, sinceramente, ñ vale nada pois quero pensar em ser campeão à partir do ano vindouro. Leia-se Campeonato Nacional =Série “A”.

      Agora, perder, NEM EM JOGO DE PORRINHA.

      SaudaSanta

      Post a Reply
  30. Amigos,
    Tive trabalho para encontrar vaga na rede hoteleira de Itú e acabei reservando uma pousada por ser única opção. Será uma grande invasão coral!!

    Post a Reply
  31. depois que um ex assessor da coisa divulga é que a imprennssa de pe nao tem mais como segurar e publica
    a coisa ta atrasada em salario e ate conta de energia

    so agora ta saindo no jc mas a coisa la nao é de hje

    se fosse santa ja tinha saido nas 1 pagina

    Post a Reply
  32. O Mogi perdeu o mando de Campo vai para itu alguém sabe informar as condições do gramado

    Post a Reply
    • Walter,

      As condições do gramado em Itu são muito boas!

      Post a Reply
  33. Não há vaga nos hotéis em Itú. Várias caravanas estão saindo de São Paulo capital e de outras cidades do interior paulista. Vcs terão uma surpresa com a quantidade de tricolores no estádio! Sábado venceremos bem e acabaremos o nosso sofrimento. Quem viver verá!

    Post a Reply
  34. Ah, belíssimo texto! Fiquei (e ainda estou um pouco) rouco de tanto gritar nessa peleja contra o Botafogo. Foi épico!

    Nota 1: Tudo esgotado em Itu. Amigos que moram em São Paulo e vão ao jogo tentaram arrumar vagas em hotéis da região e as respostas foram unânimes: esgotaram-se todas as vagas de domingo pra cá. Eles terão que ir e voltar no mesmo dia. Mas de uma coisa podem ter certeza: vai ter MUITA torcida coral lá!

    Nota 2: O Ituano está treinando no Estádio Novelli Júnior, uma vez que está classificado à final da Copa Paulista de Futebol 2015 e jogará a primeira partida (fora de casa) no próximo dia 22. Mas não se preocupem: o estádio (provavelmente) será liberado para nossos quadros fazerem reconhecimento ou até mesmo para treinos propriamente ditos. Grande parte dessa cooperação entre os clubes se deve ao bom relacionamento do nosso treinador Martelotte com os dirigentes do Ituano (especialmente com o pentacampeão Juninho Paulista, presidente do clube), time o qual treinou em duas oportunidades.

    Nota 3: Caro Sr. Arnildo Ananias, engana-se quem pensa que o vice-campeonato não vale nada. Vale sim! E vale muito! Desde que foi implementado o novo sistema de classificação à Copa Sul-americana (em 2012), TODOS(!) os vice-campeões da Série B foram contemplados com vagas na referida competição. Em alguns anos, até mesmo os quarto-colocados se classificaram [coisa que NÃO deve acontecer em 2015, por uma complicada mudança no sistema de classificação da Série A. Mas o vice-campeão, assim como – obviamente – o campeão, CERTAMENTE deverão se classificar à esse torneio internacional]. Então, amigo, passando com sucesso por esse difícil desafio contra o Mogi, a conquista do vice-campeonato é como ganhar de presente uma ‘quase-vaga’ numa copa internacional de grande peso e absolutamente ‘vencível’ por uma equipe do nosso porte. Seria, além de tudo, mais ÉPICO ainda. Sendo sincero, desde que o América perdeu no sábado, eu só penso nisso: sermos vice-campeões e garantirmos nossa participação oficial em um torneio internacional grande. Mas primeiro tem o Mogi, e eu definitivamente não quero que o Mogi se torne a “pedra no meio do caminho” (toc, toc, toc) da nossa caminhada, como declamava o genial Carlos Drummond de Andrade.

    Saudações corais!

    Nota de rodapé.: Salários e contas de energia atrasados na Ilha do Mangue e nada se vê na imprensa à respeito disso. Se fosse o Santa, ainda mais em um momento decisivo como este que vivemos, estaria estampado nas primeiras páginas de todos os jornalecos da cidade na data de amanhã: “Santa Cruz joga decisão com salários atrasados”. Ainda bem que nossa diretoria é esperta, não deu brecha à esses carniceiros, e vai quitar todos os pagamentos até o embarque da nossa delegação nesta quarta-feira. E, se Deus nos permitir, ano que vem estaremos pelejando contra o time preferidos deles lá dentro daquele chiqueiro que eles ousam chamar de estádio, e desta feita em proporções nacionais.

    Post a Reply
  35. Utilidade pública:

    o ingresso para o jogo é R$ 80,00 inteira e R$ 40,00 meia, preço único.

    Na mão dos cambistas, devem ser o dobro!

    Post a Reply
  36. Tudo bem que é o último jogo do ano no Arruda e o time merece, mas poderia repensar um pouco sobre o povão do anel superior onde durante os jogos que fui presenciei famílias inteiras frequentando aquelas dependências e quando chega o filé essa mesma família tem que desembolsar uns R$200 contos só de ingressos fora o consumo e transportes, acho injusto com a massa menos favorecida que apoiou o time em todos os momentos.

    Post a Reply
  37. Estamos muito perto de subir novamente. Que texto maravilhoso, o Santa Cruz é uma razão que é pura emoção.

    Post a Reply
  38. Essa imagem e esse jogo certamente marcaram nosso campanha, o acesso esta próximo e essa vitória no Rio de Janeiro foi fundamental para que possamos ter um pouco de tranquilidade, tranquilidade essa não muito comum em se tratando de Santa Cruz. As jornadas foram as mais diversas, inclusive a locais e estádios que não conhecíamos, a torcida sempre esteve junto nessa luta, em casa e fora, levantando e segurando o time inclusive nas derrotas, e não podia realmente ser diferente, o acesso vai vir, acredito nisso e sinto que podemos ter finalmente um futuro ainda melhor do que podemos desejar.

    Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *